segunda-feira, 3 de dezembro de 2007

Sonhos em Nuances de Cinza.

Tem dias que tornam mais fácil o não ser social, não sei por que, pode ser a chuva caindo logo cedo antes mesmo do despertar, pode ser que sejam as pessoas tão presas em suas próprias idéias que nada poderia libertá-las de suas próprias prisões, não que alguém tivesse realmente interesse em fazer isso, as prisões hoje em dia são praticamente a salvaguarda de muitos, é como parar, viver um mal conhecido é melhor que arriscar a um desconhecido não é mesmo?

Em dias assim você não pensa você apenas levanta e começa sua rotina matinal, dá um tapa no despertador, pega suas roupas vai até o banheiro para um banho pensando que talvez seja somente o sono a te perturbar as idéias, e quando sai por um instante pensa que era isso mesmo, que agora está tudo bem mais uma vez, que o dia irá fluir, você se veste deixa o café de lado, afinal você nunca foi muito disso, quando sai na rua o mundo parece que mudou para tons de cinza espalhados disforme mente sob uma paisagem qualquer e só ai você percebe que não era só o sono que te perturbava, a manhã passa devagar, os minutos escorrem como as gotas de chuva na janela lenta e sofregamente, no fim da manhã a única coisa que você quer é chegar em casa olhar pras paredes que infelizmente não estão mais lá esperando por você no lugar delas paredes brancas e pálidas e uma iluminação exagerada tornam até mesmo uma tentativa de descanso durante a hora de almoço quente e dolorosa como um pesadelo do qual você tenta mas não consegue acordar e quando finalmente consegue você sente o suor escorrer seu corpo de maneira incomoda e desconfortável, mesmo num dia chuvoso de nuances cinzas como hoje, sua cabeça pesa no caminho ao trabalho, você não sente fome mesmo trocando o alimento por minutos que mais pareceram horas de pesadelo, a tarde não é diferente da manhã e mais uma vez as gotas se mostram pra você descendo lentamente pela janela lateral, se ao menos você estivesse nas paginas daqueles livros que você adora ler, onde em dias como esses a sua vida pode mudar inesperadamente, uma ligação e pronto, homens de aparência estranha chamados quarta-feira, velhos com seus chapeis panamá e luvas verde limão cantarolando o destino do mundo, mas isso é só o sonhador dentro de você que tenta brigar com a realidade que é bem menos atrativa que isso pois quando o dia termina, você ainda é você, não um semi Deus, sua voz não dita o rumo dos acontecimentos você não pode voltar dos mortos e nem tornar-se o próximo na lista de muitos que já foram aquele que sempre será o primeiro entre os antigos, no fim você é só você e o dia vai chegar ao fim sem que nada tenha mudado...

Antes de ir pra cama e recomeçar a sua rotina você pensa, só mais um dia em nuances de cinza... só mais um flashback de algo que não foi e nunca será assim como os domínios de uma certa figura de cabelos pretos e pele branca coberto por seu manto negro, e por fim, antes que seu olhos fechem você até pensa ter ouvido algo ou visto uma sombra a esgueirar-se por baixo da porta e sorri com a ironia...

"Quando você sonha, algumas vezes você se lembra. Quando você acorda você sempre esquece."

Acho que mesmo com toda sensação de estar vivendo um pesadelo dentro de um sonho, ainda prefiro dias como estes dentre os dias de sol onde as pessoas saem de suas casas vestindo suas mascarás de sorriso amarelados e olhares vazios, cheios de uma falsa alegria que eu não sei fingir mais... gosto de pensar que este post me torna um pouco menos hipócrita já que como respondi em um scrap, reclamo dos dias escuros enclausurado em meu quarto, mas não sei mais viver as flores e o sol… Já ia esquecendo, preciso agradecer a Fla e a Ly pelas indicações do Blog Elite, que em breve vou postar por aqui, e ao Grande Mike que escreveu um texto em seu blog dedicado a mim, fato que um dia eu espero conseguir retornar em algum texto que faça jus.

E já que o texto de hoje foi recheado das palavras e idéias emprestadas de Neil Gaiman que hoje já fazem parte de minha mente conturbada, não vejo forma melhor de terminar o texto do que como o mestre começou sua obra:

"Com um punhado de areia eu mostrarei o terror a vocês..."

5 comentários:

Mike disse...

Uau
Seus posts são sempre intensos
Poxa, muito bom o texto. Teve momentos que eu fiquei paralisado...
"os minutos escorrem como as gotas de chuva na janela"... "homens de aparência estranha chamados quarta-feira"... "velhos com luvas verde limão cantarolando o destino do mundo"...
Caramba... sem palavras
Vc já disse tudo!

Abraço

Helena disse...

Eu ate queria fazer um comentario descente, mas nao vai ser dessa vez.
Li 5 posts seus, e todos incriveis por sinal.
Tao real a forma com que voce escreve...
Bjos
http://helena-blackballoon.blogspot.com/

Meg disse...

Bom, eu agradeço por você ainda ser você no final do dia more, porque do contrário eu perderia um grande amigo!!! Mesmo com seus defeitos, q por sinal todos temos, adoro vc do jeito q você é, pra mim você tem muito mais qualidades do que defeitos.
Mudando de assunto, embora seja realmente frustrante querer que algo mude e tudo continuar igual, primeiro você tem q agir, porque mudança é uma conseqüência da ação. Por isso, quem sabe se você mudar a perspectiva ou simplesmente mudar qualquer coisa idiota, algo se mova.

ich liebe dich



ps. Amo o jeito como vc escreve ^^ se sabe neh

Lyani disse...

Belíssimo texto e que coicidência, ou ironia eu lê-lo somente hoje... tive um dia exatamente assim...em nuances de cinza!

Realmente lindo! Parabéns!
E não tem que agradecer em nada querido, você faz por merecer ter um blog de Elite!

Bjos

Jean Carlos disse...

"sua voz não dita o rumo dos acontecimentos você não pode voltar dos mortos e nem tornar-se o próximo na lista de muitos que já foram aquele que sempre será o primeiro entre os antigos, no fim você é só você e o dia vai chegar ao fim sem que nada tenha mudado..."

Fora a parte de ressucitar dos mortos, eu gosto de pensar diferente, gosto de lutar por aquele lugar especial no coração das pessoas! Gosto de ser um dos primeiros da lista, gosto de ser especial, diferente, assim como cada um de nós podemos ser!

Me basta uma unica oportunidade! Que num desistirei numca de ter sido alguem Justo e Especial aos olhos de Deus para aquela pessoa!