sábado, 9 de fevereiro de 2008

A Sanidade Por Um Triz...

Não sei se é o calor ou eu que estou realmente fora da minha razão, mas parece que os dias andam me provocando, em alguns momentos e nem sei ao certo se ainda estou são, as vezes o calor parece distorcer a realidade ou é apenas a minha falta de razão me alertando sobre o irreal, sobre o surreal, sobre as mudanças que não existem nem nunca existiram chegando a passos largos a cada gota de suor que escorre livremente por minha testa, me avisando assim como a gravidade que empurra meus pés e minha face contra o chão me mostrando que lá é o meu lugar, o vento sopra quente e pesado, não consigo respirar esse ar, mas mesmo assim ele invade minhas narinas me enchendo com um nada tão cheio e pesado que mesmo que a gravidade não me visse eu nunca sairia do chão, movimento as pernas de um lado para o outro enquanto minha mente foge pela janela e se perde em pensamentos mortos mas tão reais, tão reais que as vezes nem sei mais se sonho estar viajando pelo vento ou se esta não é minha prisão me privando do que é real enquanto minha mente fantasia ser como todos são, quem sabe não é esse o conceito de normal que me falta, mas não me engano, sou apenas louco, sem razão, ou é apenas o calor que me perturba as idéias em dias quentes assim...

A Frase de topo deste blog nunca fez tanto sentido... "Rabiscos incoerentes de uma mente conturbada" e assim num dia quente, na escuridão do meu quarto, bebendo e vendo as horas passarem, e por mais incrivel que isso possa parecer, até gostei um pouco disso, eu acho... mas pode ser que isso tudo seja mesmo efeito do calor...

13 comentários:

Lyani disse...

Saudades de vir aqui!
Estive ausente por uns dias, mas agora estou voltando aos poucos para ler os blogs queridos!
Minha vida mudou bastante, e agora estou com pouco tempo para me dedicar ao meu blog e aos demais, como gostaria, mas voltarei aqui para ler com carinho os posts que perdi nessa ausência!
Obrigada por sempre me visitar, querido amigo!
Um beijo!

Mike disse...

Grande John Doe...
não ando complicado por estes dias, não... eu sou absolutamente complicado... hehehehe

O calor realmente distorce a realidade... mas vc parece enxergá-la até bem demais... por vezes a ignorância é um dom, para fazer da realidade uma coisa mais simples.
Porém é complexo... como vc disse: "pensamentos mortos mas tão reais que as vezes nem sei se sonho estar viajando pelo vento ou se esta não é minha prisão..."
Acho que vc devia transformar isto em ficção, um tanto autobiográfica... escrever um romance para externar e saber como lidar melhor com os demônios... talento literário vc tem!
Grande abraço e bom domingo

Jacinta disse...

Seu texto me remeta � Drummond: "n�o sei se estou sofrendo ou se � algu�m que se diverte..."
Um abra�o
Jacinta

Lizzie disse...

Sabe, John... Meu maior medo sempre foi a loucura. E o meu estado de constante alerta pela sanidade me causa muitas vezes a sensação de estar com a mente conturbada e beirando à loucura. A sensação definitivamente é horrível, mas o medo que tenho se esvai completamente.
Me senti INTEIRA dentro desse seu post. Obrigada por me proporcionar essa leitura!

Beijos
www.lizziepohlmann.com

Mila disse...

Você precisa conhecer a Vanessa da Mata, se achava que atualmente não haviam coisas boas na música nacional.
E a Céu também.
Fora outras boas coisas que eu recomendaria, mas teria que passar horas aqui, escrevendo, escevendo, escrevendo... rs
***
Esse teu texto me lembrou um livro da Lygia Fagundes Telles (adoro!), "Verão no Aquário".
Enquanto o romance vai se desenrolando, a personagem principal vai reclamando dos dias quentes e se perguntando se os peixes do aquário sentem o mesmo calor que ela está sentindo.
É um livro muito bom!


Que chegue logo o inverno pra vc, se te ajudar a afastar essas angústias. Ou pelo menos uma boa chuva para refrescar as idéias.

Beijos

R Lima disse...

Em dias e horas assim.. o pensamento aflora e toma sentido nesta vaga exposição do ser.

Grande Abç e bom dia meu caro..



Texto de hoje: CoRaçÃo...

Visite e Comente... http://oavessodavida.blogspot.com/

O AveSSo dA ViDa - um blog onde os relatos são fictícios e, por vezes, bem reais...

BAh disse...

O calor é algo que me desconcentra bastante também. Mas momentos de insanidade são necessários, e às vezes fundamentais para uma vida sã... =)

F. S. Júnior disse...

e o hoje o calor é insuportavelmente maior... seus miolos devem ter fritado... e isso é bom...hehehhe

trevisan56@hotmail.com disse...

mesma fotinha k amabeli paulina trevisan usa no perfil dela coisa estranha quantos personagens ficcinal sera ela atua?uns 7 faculdades mentais d mesma historia k maria madalena diziao ou ainda dizem os teologos ignorantes ser 7 demonios ,coitados na missa certa de fato nao sabem nem de a metade .duas metades de um nada juntas formao um inteiro nada filosofico

Dauri Batisti disse...

Mais do que o que você escreve, o que me chama atenção é como você escreve. E escreve muito bem. Gosto de observar a transformação de seus pensamentos em frases. Obrigado pela visita ao "essapalavra" e pelos comentários.

Roberta disse...

O calor... sufoca, enlouquece... faz pensar. Sua forma de expressar um momento, uma sensação vivida... me fez chagar a ponto de quase sentir realmente o que sentiu. Gostei muito do blog e voltarei, espero sua visita!

Flavia disse...

Não sei se é o calor ou se é a lua... mas hei de concordar com vc.
Ando meio fora de mim...
Meio insana...

E obrigada por me fazer companhia nesses dias quentes.

=)

Bjs!

Pushoverboy disse...

O calor me aborrece... não me deixa pensar... ao mesmo tempo que dá sono, não permite dormir... me deixa meio burro mesmo. Melhor burro que louco?
Legal o blog...