terça-feira, 28 de abril de 2009

Mais do Mesmo...

Nos últimos dias tive um lapso e deixei que meus olhos se abrissem para algo que até então havia passado desapercebido por estes meus olhos tristes, e então ousei me perguntar, Quando foi que parei de falar com vocês, quando deixei que este que é meu caderno virasse uma exposição de palavras envoltas em ceda e rubis como se fossem ao menos dignas de algum prestigio, acho que com o tempo, aquele que antes teimava em me irritar indo e vindo diante de meus olhos cansados, acabei achando que soubesse realmente escrever algo que não fosse uma expressão de mim.

Esqueci que nunca fui O Escritor, e que As Palavras nunca foram minhas, eu apenas deixava que meu coração este sim dono das palavras, se expressasse através de mim, hoje lendo meus primeiros versos, notei que havia vida naquilo que eu escrevia e hoje tudo que escrevo são palavras que tentam convencer mas nem se quer chegam a falar qualquer coisa.

Sei que nunca prometi nada quanto ao rumo do Caderno, nunca disse sobre o que falaria, mas, lembro que ao menos disse que queria algo "forte e cheio de impacto, falando sobre as injustiças da vida", bem voltemos a isto outra vez, voltemos as verdades a intensidade das palavras que brotam não sei onde, se desenvolvem não sei por que, e vertem nestas paginas com a satisfação de ser, de ter, e quem sabe poder chegar aos olhos vivos de quem tem esperança, quem sabe chegar aos olhos teus...

E como não fazia já a muito tempo, Boa Noite aos viajantes que por aqui passarem...

6 comentários:

Dauri Batisti disse...

É isso aí. O caderno tem mais um capítulo. Nós vamos lendo.

BAh disse...

A vantagem de você nunca prometer nada sobre o caderno é que ele se torna maleável e se adapta mais facilmente àquilo que você está sentindo e deseja transmitir...

Jean Carlos disse...

É isso ai, de volta aos dias da inocencia e sinceridade! Amei o texto!

Arthur Damaso disse...

Ótimo texto!... aqui está um andarilho que sempre passa para ler o que está escrito neste maravilhoso caderno... :D

Mary_Flor disse...

Excelente texto.. Sempre que possível passo aqui, pra saborear as páginas do caderno!

Beijos =)

Di disse...

Promete nada mesmo não, melhor mesmo ter liberdade pra escrever sobre o que você quiser.