domingo, 19 de abril de 2009

O Sonho do Menino...

Foi lançado um desafio a quem interessar possa, e para iniciar o desafio Eu, Jean (do Mundo do Jean) e a Luna (do blog Das Minhas Personalidades) resolvemos criar um texto a 3 mãos, isso mesmo, nós 3 escrevemos um texto onde 1 começava e cada um dava continuidade de onde o outro havia parado e desse desafio nasceu o Texto: O Sonho do Menino...

Bem como todo bom desafio aqui também a Ly, a Poetriz, o Edson Marques, a Bah e o Mike. sendo que vocês devem escolher mais duas pessoas a trabalhar num mesmo texto com vocês, estou aberto a convites é claro já que esta primeira tentativa foi muito divertida e gratificante...

bem sem Mais Delongas:

A sorte de um menino lançada ao vento rejeitado pela morte que levou seus pais, Inspirado pela palavra de seus pais que sempre disseram para seguir seus sonhos, a idade e a inocência lhe deram a perseverança de nunca acreditar que algo seria impossível.

Então, o menino, saiu dos destroços do carro e seguiu a lua e as estrelas a um caminho desconhecido.


Após uma longa jornada se encontra em um vilarejo muito bonito repleto de jardins e edifícios antigos morando com alguns conhecidos. Testando suas habilidades pois nunca iria desistir de seu maior sonho, tocar piano.

Quando pequeno seus pais o ensinaram a amar orquestras, operas, e toda boa cultura que um lorde poderia dar ao seu filho, John correu intensamente atrás de um home que seu pai lhe apresentaria no dia que morrera, ele era o maior pianista daquele país.

Caminhando sem rumo pelas ruas da cidade recebeu um convite, dizendo que ocorreria um concerto onde os maiores pianistas iriam se encontrar.

A Musica já fluía em suas veias, que não mais pulsavam o sangue, mas sim notas harmoniosas que somente ele podia sentir e seu coração se alimentava dessa musica que o conduzia por um caminho traçado a ele desde o nascimento, um caminho que o mundo o tentou tirar, lançando lagrimas que nublavam seus olhos, num mundo ditado pela musica de seu coração.

Seguiu as notas, das mais altas as mais baixas, venceu as ironias da vida, sabia que tudo que vivera até ali o prepara para este único momento, e quando a noite chegou, lá estava ele o menino, o homem, o Pianista, e por mais que quisesse dizer em palavras o que sentia, a noite se foi e nenhum palavra saíra de sua boca.

Foram as horas, ele ouvia as vozes do desespero de milhares de pessoas que numa mesma sala destilavam banalidades de suas vidas onde a musica jazia esquecida num canto qualquer, ele lembrou da musica ele sabia que mesmo que não pudesse falar, ainda assim a musica estaria lá pra ele, e assim como sempre foi, ele sentou ao piano e deixou seu coração falar mais uma vez, mesmo que pela ultima vez, como se fosse a primeira vez...

8 comentários:

Lizzie disse...

Ficou exótico, mas o texto se encaixou. Parece, inclusive, que foi escrito por uma única pessoa.

Fluiu.

Super idéia!

Um abraço!

Yussef disse...

Achei muitíssimo válida a experiência de um único post a 6 mãos.
A experiência me lembra um livro de 10 autores brasileiros chamado "O Mistérios dos MMM"

Parabéns!

Abraços

John Doe disse...

Idéia boba de domingoa tarde, mas foi divertido e quem sabe não rende algo bacana mais pra frente, vamo lá povo...

Jean Carlos disse...

Eu ja vejo, um jeito diferente de escrever em cada parte... A primeira parte comentem, vc's rs, mas a segunda parte tem um estilo de literatura antiga, de forma mais descritiva, e a terceira parte duma forma mais poetica, com palavras de impacto!

Anônimo disse...

como será sa próxima postagem em???

aguardo ancioza...

Beijos John Doe

Di disse...

Legal. :)

Vanrogue disse...

HAHAHAHAHAHA
e nome do menino era...
"August Rush"
haisuhasiuhsuihsuihsiuhuishas
da pra fazer o segundo filme hein :p

Meus Momentos disse...

mano.. tah perfeitah, serio eu amei!! beijos e me add!!!