quinta-feira, 7 de maio de 2009

Pra Falar de amor...

É a segunda vez nessa noite que sinto a inspiração tomar conta de mim, me sinto quase num surto de inspiração.

Uma vez eu disse que não saberia falar sobre amor e coisas felizes como as outras pessoas faziam, que existiam dois tipos de pessoas as que nasceram pra serem felizes e as que seriam sempre tristes, pra minha sorte a Sorte sempre pode mudar de lado, não aprendi a falar de amor, nem de alegrias, mas acredito que finalmente encontrei ambas, sei que nenhum de vocês vem aqui para ler sobre amor, sobre alegrias e esperanças otimistas, mas acho que se até o poetinha podia amar e se apaixonar loucamente, "Por que não Eu" é isso mesmo, talvez as " Nuances de Cinza" possam ceder algum espaço as cores, quem sabe o inverno possa ter um pouco de azul, entre seus tons frios.

Como eu disse, não aprendi a falar de amor, mas creio que isso se arranja, deve ser algo como um pacote, você ama, logo aprende a falar de amor, ou não quem vai saber, sou mesmo um bobo, mas sabendo ou não, parecendo ou não um bobo daqueles que só Clarice sabia descrever, vou preencher paginas inteiras desse sentimento, e quem sabe um dia este caderno possa ter tantas recordações felizes quanto às manchas de lagrimas que ficaram nele...

Então hoje encerro este post com as palavras de quem falou de amor, de vida e de tudo que nela há para se viver.

"Viva!
Bom mesmo é ir à luta com determinação,
abraçar a vida com paixão,
perder com classe
e vencer com ousadia,
porque o mundo pertence a quem se atreve
e a vida é "muito" pra ser insignificante."

11 comentários:

Jean Carlos disse...

Fico feliz por ve-lo feliz! O Que é raro! Mas ainda é cedo pro anel, rs!,

"Amor não é se envolver com a pessoa perfeita,
aquela dos nossos sonhos.
Não existem príncipes nem princesas.
Encare a outra pessoa de forma sincera e real, exaltando suas qualidades, mas sabendo também de seus defeitos.
O amor só é lindo, quando encontramos alguém que nos transforme no melhor que podemos ser."

Mary_Flor disse...

Tem dias que realmente estamos inspirado pra falar de amor..
E, que assunto bom né?! Ainda mais se ele nos traz felicidade a alegrias...como deve ser!

Adorei teu post!

Beijos e bom final de semana

Lizzie disse...

É tão bom vê-lo contente!
Falar de amor se aprende quando se observa o amor como sentimento sublime. O "falar de amor" como o falar dos sentimentos mais profundos é sempre fruto de amplitude de percepção.


Um abraço,
www.lizziepohlmann.com

João Francisco Viégas disse...

Chega sim!
Chega assim!
Vem pra nos desmentir, desestabilizar, tirar o sono, angustiar... é estranho... é único...
APROVEITA ESSE MOMENTO!!

Vanrogue disse...

O.O
realmenteee...
SURPRESO!!!
Não saberia descrever de outra maneira...
será que esse caderno cinzento está ganhando cores?

[ rod ] disse...

O amor é tão assustador e tão fascinante que nos faz bobos ou sofredores... basta ter noção de onde se pisa.

Abçs meu caro,







Novo dogMa:
númeRo...


dogMas...
dos atos, fatos e mitos...

http://do-gmas.blogspot.com/

Coringa disse...

E saber que uma coisa assim não foi feita para durar...

Jean Carlos disse...

Não foi feito pra durar pouco ne, rs! "Afinal de contas que o amor seja eterno enquanto dure!"

~*Rebeca e Jota Cê *~ disse...

Adorei!

BAh disse...

Uma coisa é certa: você só pode falar de amor (ou de qualquer coisa que seja) quando você conhece aquilo de que quer falar.
Senão, não tem como!

Di disse...

"sei que nenhum de vocês vem aqui para ler sobre amor, sobre alegrias e esperanças otimistas"

Sabe? Eu não vou a blog nenhum com alguma expectativa, espero ler o que tiver, seja o que for, prefiro até posts alegres, que pode ser sinal que o(a) dono(a) pode estar se sentindo assim.