sexta-feira, 11 de julho de 2008

"I am I live"

A vida é realmente estranha não é, um homem pode passar a vida inteira julgangando algo ser real, mas quem decide isso, quem sabe o que é ou não é real, quem decide quando começa ou termina a loucura. Viver e esperimentar o melhor de dois mundos sem destinguir um do outro apenas deixar que o sonho continue.

Feche os olhos você pode sentir, você pode sentir o ar encher seus pulmões e a brisa tocar seu rosto umido de suor, sentir o gosto do beijo a macies dos labios, chegue mais perto, pode sentir, pode sentir? sinta o coração pulsar a cada batida, sinta o calor tomar seu corpo, não abra os olhos, você pode ver o sol se pôr a sua frente e dar lugar a lua, pode ver a vida acontecer e por favor, não me diga que não é real...

Como pode dizer que não é real, é a vida que segue diante de seus olhos provocando todos os seus sentidos tentando te dizer algo, você não pode escutar? não concegue entender? todos os sinais e você ainda luta, quer mesmo voltar para ao estado vegetativo de não sentir. Eu sei que pode me ouvir, você sabe quando esta vivo, por que você pode sentir,e você sabe quando não esta por que você não sente nada. você acorda todos os dias em um lugar e grita pra si mesmo "EU ESTOU VIVO" mas isso não basta, você precisa sentir não é mesmo.

Deixar para trás o que é real e se lançar para qualquer lugar, para nenhum lugar, Pode ser loucura ou sanidade, isso realmente não importa seja como for é como se pousasse em um outro planeta, assim, quem sabe você possa viver a sua Life on Mars...

29 comentários:

online gambling disse...

Thanks. Im Inspired again.

Lyani disse...

"quem sabe o que é ou não é real, quem decide quando começa ou termina a loucura"

Me fez lembrar Pessoa, no livro do desassossego quando diz:

"... esse episódio da imaginação a que chamamos realidade"

Gostei mutio do texto e também gostei muito das mudanças aqui no blog... principalmente a citação muito bonita do Neil Gaiman.

Bjokassss
Continue escrevendo...

:: Fatima :: disse...

Oi querido...vim retribuir sua visitinha e agradecer o elogio!Volte sempre viw?tenha um iluminado fds...

Bjinhos(**

Ana Baldner disse...

Cheguei no seu blog e... me encantei... seu texto é muito bom...

O que é real para uns não é para outros... e o que realmente é real???

não tem como definir ...

bjs

Anônimo disse...

as vezes o vento pára...as árvores não balançam e o mar fica calmo...calmo demais.
o cachorro dorme no tapete da entrada...e a porta está fechada.
há envelopes velhos jogados na garagem...as vidraças estão sujas...as plantas já morreram há tempos...estamos sós e é assim que devemos nos sentir.
mariah

R Lima disse...

Loucura pior amigo é não ir.. não lutar, não tentar.

Eu não sou louco.

Té e,




Venha ler AMANHÃ, dia 12, um texto em comemoração a data.. lá no AveSSo.


Visite e Comente... http://oavessodavida.blogspot.com/

O AveSSo dA ViDa - um blog onde os relatos são fictícios e, por vezes, bem reais...

poetriz disse...

Eu preciso de mais do que "saber" que existe vida.
Eu tenho essa necessidade de sentir...

Bjs!

Edson Marques disse...

A vida é fantástica!



Há vários caminhos para se chegar a Deus.

O ateísmo é um deles.


Abraços, flores, estrelas..

Rosana disse...

John... td bem?
A gente tem que viver da melhor maneira... e ser feliz todos os dias... a vida passa rapido...
beijo e bom fds!

Andréia disse...

"Deixar para trás o que é real e se lançar para qualquer lugar, para nenhum lugar, Pode ser loucura ou sanidade, isso realmente não importa [...]"

é, realmente isso não importa, o que importa é aquilo que vc é capaz de tornar real, mesmo que seja momentaneamente, independente dos caminhos, mesmo que seja real somente pra vc e mesmo que essa realidade seja relativa.

P.S.: 'as palavras'... por um momento eu achei que vc fosse feito delas... que vc fosse exatamente 'suas próprias palavras'.

Mariah disse...

e a vida acontece com tamanha velocidade que o impossível de hoje pode já ser o passado de amanhã.
mantenha olhos atentos e coração aberto...pois a vida já está acontecendo por aí...bem perto de você.
beijo
mariah

Jacinta Dantas disse...

Pois é rapaz!
hoje, o que me chama a atenção no seu texto é o questionamento que me faço:
onde está o limite entre a loucura e a lucidez?
É... como penso que o limite é tênue, melhor mesmo é viver, deixar acontecer, viver, viver, viver...
Abração

Di disse...

Acho que as pessoas se sentem mais vivas quando estão amando ou sofrendo.

P.S.: Gostei das mudanças aqui.
Ah, por favor, me ensina como colocar links aparecendo atualização como no seu blog? Ou me diz onde acho como fazer?
Grata pelo link. =D

- Thay - disse...

Eu posso sentir! rs
E quem diz que isso tudo não existe? A vida é muito intensa pra se dizer isso. Quem ousa falar uma coisa dessas é pq não sabe viver. =]

Beijo

Lucas disse...

valeu pela visita brother, me linka em teu blog! :P eu vo te linkar no meu blz?? abraço!!

:: Luca :: disse...

Caramba... isso porque acabei de me despedir da Terra do Nunca...

Mas fico te esperando, no mundo real... pode ser?

deminina disse...

sinto-me entre loucura e sanidade. inclusive pendendo para a segunda
kisses
deminina

Daniele V. disse...

Esse texto serviu como terapia pra mim. Viver me parece algo tão insensato se for inútil...

Prometo passar aqui sempre que puder.

Yu disse...

e quem é q realmente sabe.. ou mesmo q diferença faz, o q é de fato real ou imaginario?

tornemos nosso real realmente real, nosso imaginario palpavel e q sejamos capazes de nos sentir taum reais quanto a nossa realidade!
"por favor, não me diga que não é real..."
adorei a frase!
bjobjo

Dauri Batisti disse...

Estar vivo não basta, é preciso beleza, leveza, flexibilidade, arte, ...
Este texto é diferente. Reprsenta páginas viradas para o dono do caderno?

R Lima disse...

Obrigado pela visita e pelo entender lá do 33 aNos...




Texto de hoje: vÉrtiCeS...

Visite e Comente... http://oavessodavida.blogspot.com/

O AveSSo dA ViDa - um blog onde os relatos são fictícios e, por vezes, bem reais...

Lizzie disse...

Que linda a citação do Neil Gaiman! Não pude deixar de comentá-la.

Sabes, eu já deixei o real pra trás há muito tempo, acho que esse é o papel da arte: nos transportar para um mundo visível apenas para os que querem vê-lo, sentí-lo, entendê-lo.


Beijocas
www.lizziepohlmann.com

Malu Godinho disse...

Então viver é acreditar que o que se passa é real, porém, de fato me perco no meio do caminho, quando penso ser sonho a realidade vivida, e fico assim sem sentido de ser, tento me encontrar, tentando acordar, mas é tudo a realidade e não um sonho, e continuo levando uma vida não muito significante, com o meu jeito de não ter jeito de viver.
Bjão!
Até mais!

Booperfly disse...

Ótimo texto, muito inspirado e inspirador.
Vai me fazer uma visitinha e conferir as novidades quando puder!
Tenha uma ótima semana!
Bjos,
Paulinha
http://booperfly.fairy-tales.com.br/

Dauri Batisti disse...

ta na hora de atualizar o caderno, não?

Blau disse...

"Como pode dizer que n�o � real, � a vida que segue diante de seus olhos provocando todos os seus sentidos tentando te dizer algo, voc� n�o pode escutar? n�o concegue entender?"

somos muitos vezes cegos para o que nao queremos ver,surdos para o q nao queremos escutar.

Elcio disse...

Tenho comigo q a linha q separa o real do irreal eh por demais tenue.
É o fio da navalha q como tal, fere ao menos avisado.

Gostei do espaço
Voltarei mais vezes.
é isso ai.
[ ]´s

Letras Soltas disse...

um poeta..

Jean Carlos disse...

Este texto realmente ficou massa! Viajei lendo ele!