quinta-feira, 29 de novembro de 2007

Somos criaturas de Desejos

Nossa, acho que faz realmente tanto tempo, e o estranho é que eu realmente senti falta de estar por aqui, de deixar meus pensamentos mesmo que meio sem criatividade, senti falta de brigar com as minhas idéias em busca de solução.

Mas isso não vem ao caso, por que tenho muita coisa pra colocar nesse caderno, pouco tempo passou, mas muitas coisas aconteceram e não só os ares são diferentes pra mim mas até mesmo o olhar pras paredes em busca de inspiração não é mas o mesmo, acabei por me mudar de onde estava e o mais absurdo é que no final, descobri que não era bem isso que eu precisava, e muito menos o que eu queria. Como é complicada a mente e os desejos humanos, acho que hoje entendo um pouco melhor a mente de Neil Gaiman quando pensou na personagem Desejo para sua obra máxima SANDMAN, sem duvida ela parece ter muito mais sentido pra mim agora. Nunca pensei que depois de alcançar o que eu queria eu iria pensar em voltar ao que era antes, sabe não sou do tipo de pessoa que desiste e volta a trás e esse tem sido o meu maior dilema nas ultimas semanas, eu fiz o que era preciso, cheguei onde queria, tudo bem que não foi exatamente como eu queria, mas estou aqui, e agora que tenho tudo isso, só consigo pensar em voltar ao que era... Vou ser Nostálgico agora, podem rir, mas me lembra muito aquele desenho do pingüim que ao morar no frio Polar, sonhava em morar numa praia quente com água de coco e areia, era seu sonho e eu não podia entender por que o pingüim ao chegar lá sonhava em voltar a sua terra fria e cheia de Neve, ta vendo, desejos que acabam por tornar a vida sempre mais complicada.

Bem, sei que não é muito, mas na situação que estou hoje só ter podido escrever aqui já é um enorme avanço, logo, se tudo der certo, quem sabe estarei postando mais uma vez minhas idéias durante as noites escuras com o frio e as minhas tão queridas paredes azuis a tornar a noite mais acolhedora do que ela é hoje...

Um Bom dia para os viajantes que passarem por aqui.

5 comentários:

Mike disse...

é verdade... somos eternos insatisfeitos, estrangeiros na terra natal, dentro do muro que construímos tijolo por tijolo para nos protegermos... sei lá, este comentário tá ficando muito pink floyd, mas ok, segue em frente...

paredes azuis são sempre inspiradoras

Lizzie disse...

Somos seres 'desejantes', e a maravilha da vida está justamente nessa incompreensão. Desejamos, mas temos? A dúvida é a chave, sempre...Afinal, é graças à ela que movemos forças para atingir o que queremos.
É doloroso, sim.
E paredes azuis são lindas!

Beijos

Lyani disse...

Engraçado sabe... vão fazer 11 meses no dia 02 em que passei pela mesma coisa. Me mudei também e tudo...cidade, casa, e pior sozinha. Chegava em casa olhava pras paredes e chorava pensando porque eu tinha feito isso, porque ficar, porque não voltar.

Mas me mantive firme... levando, como vc me disse hoje, e cheguei até aqui. Foi fácil? Não. Mas, muito do que tá me acontecendo hoje, as coisas boas que estou colhendo só agora, são fruto desses 11 meses de solidão, de tristeza e de muitas lágrimas. Então hoje eu agradeço.

Nada é por acaso e talvez você precise disso para que outras coisas boas possam te acontecer.

Aguenta firme! "A vida é um soco no estômago" como dizia Clarice, mas depois você colhe frutos desse soco. Bons frutos!

Bjos e que bom que voltou ^^
Fiquei feliz

Flavia disse...

Acho que o tempo é de mudanças pra todos. Não mudei de casa, nem de emprego. Foi uma mudança pequena, muitos podem pensar, afinal, só mudei de andar, de departamento, de chefe.
Mas minha alma, assombrada, ainda passeia no setor antigo... E o arrependimento sempre me vêm em forma de choro contido.
Mas é como a Ly disse, temos que aguentar firme. Porque a gente só está focado no que estamos sentido agora, mas o futuro... bom, só a Ele pertence.
E talvez, láaaaaa na frente, quando olharmos pra trás, vamos ver que isso foi uma coisa boa que nos ocorreu.

Bjs!
E força aí!

Jean Carlos disse...

A falta de inspiração, é a falta de desejo, falta de amor, falta de dor! Uma vida Monotona! Mas nestes momento sempre se pode lembrar dos sentimentos do passado, e sonhos para o futuro!