terça-feira, 27 de janeiro de 2009

Vida

Descobri umas coisas sobre a vida nos últimos dias, aprendizado de conseqüências e de atos estupidamente inconseqüentes.

Em primeiro lugar, na vida você só tem uma chance de realmente ser feliz, uma única chance de fazer a coisa certa e viver o conto de fadas, o sonho americano, não importa como você chama, eu só peço a Deus que você não cometa o maldito erro de deixa-la passar, por que se fez, não resta muito mais, não haverá príncipe ou princesa, não haverá torres e dragões lhe esperando para batalhas e aventuras, nem seu fiel escudeiro pra lhe suportar nos momentos mais difíceis, e o mais importante, esqueça o felizes para sempre, isso é só pros contos de fada certo.

Mas hoje em dia, você não quer realmente o contos de fada não é mesmo, prefere um amor real, e com real não falo do tal amor verdadeiro ou amor com "A" maiúsculo, falo do amor realista, daquele que você estuda os prós os contras e bem, no fim você decide por quanto tempo essa união será lucrativa para você. pelo menos é assim que a maioria das pessoas de hoje pensam, por favor não finja surpresa, admita, até mesmo você já deve ter pensado assim uma ou duas vezes, com aquele "e por que não?" no final.

Sei que também há aqueles que como eu não podem se conformar com o tal do amor Real, pra vocês meus amigos, restam o que chamo de saída poética, e sim saída, e não licença, a saída poética é aquela onde você abre todas as noites uma garrafa de vinho, bom ou ruim, não importa realmente, você senta numa mesa de bar, na mesa da cozinha, no quarto na cama, você bebe, e escreve, canta, interpreta, desenha, você deixa que suas palavras sejam você, se você não pode viver as alegrias do sonho, ao menos você se dá o luxo de continuar sonhando, e de viver um pouco do que deixou escapar através do que de você vai em cada palavra, viver como o poeta, pois todo poeta tem de ser triste para ser poeta...

13 comentários:

John Doe disse...

bem, estou sem internet e por isso ficarei ausente por mais algum tempo, mas sinto falta de postar aqui e de visitar e ler cada um dos que visitam aqui...

Dauri Batisti disse...

Gosto de ler o que você escreve. Tenho uma simpatia que não sei bem explicar pelo caderno.
Pena que você ficará um tempo sem internet.
Gostei da "saída" poética. Muito legal. Eu, quanto mais posso, mais ando distanciando-me deste lugar, o de poeta. Não me considero, nem quero ser. Gosto de escrever e ponto. O que me importa é a tentativa de viver a poesia. Você me entende?

Um abraço forte.

Ps.: Escreva numa lan e ponha aqui no Coderno. Será diferente, legal. Vai.

BAh disse...

"Em primeiro lugar, na vida você só tem uma chance de realmente ser feliz..."
Eu diria que esta chance é a tua própria escolha. Eu escolhi ser feliz; e hoje eu o sou, plena e completamente. Não porque vivo num conto de fadas, mas porque escolhi ver o lado positivo de cada situação.
A saída poética? Que intressante. Faço isso às vezes e nem sabia que nome dar a isso.

[ rod ] disse...

Seus escritos pulam o meramente virtual para a realidade bem comum a cada um que lê e leva em mente um pedaço do que tanto sabe e sente.

Temo em dizer que o real amor talvez seja um tópico utópico.

Abçs meu caro,









Novo Dogma:
oriEnto...


dogMas...
dos atos, fatos e mitos...

http://do-gmas.blogspot.com/

Alone in the Jack disse...

Acredito que nao exista uma só chance, ou uma pessoa ideal, e sim várias pessoas ideais... é isso..

lyani disse...

Sentiremos saudades!
Sou sua fã, vc sabe!
Quando voltar, tem selinho no meu blog pra vc :D
bjos

Paula disse...

Será que a gente só tem mesmo uma chance? Eu gosto de acreditar que não...
Um bom domingo pra vc!
Bjos,
Paulinha
http://frasesdeseriados.blogspot.com/

Paula disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
lyani disse...

John, o selinho que indiquei pra vc não eram aqueles, e sim este:
http://lyani.wordpress.com/2009/02/01/presente-selo-olha-que-blog-maneiro/

Bjossssssss
Saudades

Vanrogue disse...

To começando a relacionar os fatos!
HaHaHa!!
Pra quem nao sabe, axo que sou o unico aqui que tenho REAL convivencia cm o John!

E tenho aprendido a escrever com ele, ou ele comigo...rsrsrsrsrs... a gente ainda nao descobriu bem.rs.

Mas axo que estou fazendo desse comentario mais um tipo de homenagem a ele, como meu Mentor, Amigo e parceiro.

Ele muitas vezes nao gosta dos proprios textos, mesmo quando sao verdadeiras obras de arte, mas sempre fica bobo quando recebe um elogio de todos voces, fieis leitores do Caderno de Rabiscos.
E éssa é a parte que me deixa orgulhoso por ter um amigo como ele.

Para um pobre ser solitario, voces sao os melhores amigos e admiradores.

John, sua vida é bem mais que um Caderno de Rabiscos!

PARABENS xará!

Mariah disse...

encontre alguém que encontre com você desenhos nas núvens...com quem vc possa ser você mesmo (se é que vc sabe quem vc é...eu ainda estou me descobrindo).
princesas e principes são muito chatos...com aquela cantoria interminável...aqueles passarinhos e xícaras dançando.
devíamos ter lido mais Aluísio Azevedo em vez de passar horas em frente ao Michey Mouse.

boa sorte na sua busca...ou na sua espera.
mariah

João Francisco Viégas disse...

Já disse o poeta:

“Pra fazer um samba com beleza é preciso um bocado de tristeza, senão não se faz um samba não...”

Disso não há quem duvide, mas ele tb disse:

“é melhor ser alegre que ser triste...”

TąTιąηáaFilipáa™ disse...

Adorei o teu Blog!
Gostei imensoo dos teus textos... escreves buéda bem!
Passa plo meu (ainda é novato), e deixa a tua marquinha.!
Gostei do Texto :DD
Beijm*